Convidados

image

ANDRÉ NOVAIS OLIVEIRA

Formado em História pela PUC-Minas e em Cinema pela Escola Livre de Cinema. Dirigiu e escreveu os curtas "Uma Homenagem a Aluízio Netto", "Fantasmas", "Pouco Mais de um Mês" e "Quintal", além dos longas "Ela Volta na Quinta" e "Temporada" (em fase de finalização). Seus filmes foram exibidos e premiados em diversos festivais e mostras como a Quinzena dos Realizadores em Cannes, Rotterdam, Fid Marseille, Indie Lisboa, Janela Internacional de Cinema de Recife, Gramado, Brasília e Mostra Tiradentes. No momento faz parte dos Núcleos Criativos (FSA) Família (da produtora mineira Filmes de Plástico e liderado pelo produtor Thiago Macêdo Correia) e Chapa Libre (da produtora paulista África Filmes, liderado pela diretora e roteirista Anna Muylaert). Seu último roteiro, "E os Meus Olhos Ficam Sorrindo", ganhou o segundo lugar na última edição do prêmio Guiões e está em fase de captação de recursos. Junto com Gabriel Martins, Maurílio Martins e Thiago Macêdo Correia faz parte da produtora Filmes de Plástico (www.facebook.com/filmesdeplastico).

image

BRÁULIO MANTOVANI

Formado em Língua e Literatura Portuguesa pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo e Pós-graduado em Roteiro Cinematográfico pela Universidade Autônoma de Madri, começou sua carreira em grupos de teatro, passando a escrever roteiros profissionalmente em 1987. Naquele ano, escreveu, com Maria Bacellar, "Carlota/Amorosidade". No início da década de 1990, trabalhou em Nova Iorque como assistente de câmera e assistente de direção do polonês Zbig Rybczynski nos telefilmes "The Orchestra" (1990), "Manhattan" (1991) e "Washington" (1991). De volta ao Brasil, escreveu o roteiro do curta-metragem "Palace II", em 2001, dirigido por Fernando Meirelles. A parceria se repetiu no longa "Cidade de Deus" (2002), um dos maiores sucessos de público e crítica do cinema brasileiro, indicado a quatro prêmios Oscar em 2004, incluindo roteiro. Também escreveu "Tropa de Elite" (2007), "Tropa de Elite 2" (2010), "Linha de Passe" (2008), "Última parada – 174" (2008) e "Albatroz" (2017). Na TV Globo, roteirizou seriados como “A Teia” (2014) e “Supermax” (2016).

image

CAROLINA KOTSCHO

Roteirista, formada em Artes Visuais, escreveu ao lado de Patrícia Andrade o roteiro de "Dois Filhos de Francisco" (2005), de Breno Silveira, uma das maiores bilheterias do cinema brasileiro da retomada, com mais de 5 milhões de espectadores. Depois disso, trabalhou no roteiro do longa "Paraísos Artificiais", de Marcos Prado, e escreveu o quadro "Te quiero América", série de 11 episódios exibidos no "Fantástico" (Globo), protagonizados por Denise Fraga e João Miguel e dirigidos por Luiz Villaça. Em 2009, escreveu o roteiro de "Flores Raras", longa de Bruno Barreto com Glória Pires. Também roteirizou o documentário "Quebrando o Tabu" (2011), de Fernando Gronstein; "Não Pare na Pista - A Melhor História de Paulo Coelho" (2013), de Daniel Augusto, e a série "A Teia" (2014) da TV Globo. Como produtora executiva, participou dos filmes "Albatroz" (2017) e "Não Pare na Pista".

image

GIBA ASSIS BRASIL

Montador, roteirista e diretor, é um dos fundadores da Casa de Cinema de Porto Alegre e professor de Realização Audiovisual da Unisinos. Diretor do longa "Verdes Anos" (1984) e do longa em super-8 "Deu pra Ti Anos 70" (1981). Roteirista dos longas "Me Beija" (1984), "O Mentiroso" (1988) e "Super Colosso" (1995), das minisséries de TV "Agosto" (1993) e "Luna Caliente" (1998), e de curtas como "O Dia em que Dorival Encarou a Guarda" (1986) e "Barbosa" (1988). Montador dos longas "Real Beleza" (2015), "Tolerância" (2000), "Houve uma Vez Dois Verões" (2002), "O Homem que Copiava" (2003), "Meu Tio Matou um Cara" (2005), "Sal de Prata" (2005), "Saneamento Básico, O Filme" (2007), "Ó Pai Ó" (2007), "3 Efes"(2007), "Gigante, Como o Inter Conquistou o Mundo" (2007), "Nada Vai nos Separar" (2009), "Quase um Tango" (2009) e "Antes que o Mundo Acabe" (2009); montador de mais de 30 curtas, entre eles "Ilha das Flores" (1989). Na TV, trabalhou recentemente na montagem de séries como "Doce de Mãe" (TV Globo), vencedora do Emmy Internacional de Melhor Comédia em 2015.

image

HÉLIO DE LA PEÑA

Ator, roteirista, escritor e produtor, nasceu no Rio de Janeiro e formou-se em Engenharia de Produção pela UFRJ. Fundou o jornal Casseta Popular com Beto Silva e Marcelo Madureira em 1978. Em 1988, tornou-se redator de humor, sendo um dos criadores do "TV Pirata". Também foi um dos criadores, ator e redator do "Casseta & Planeta, Urgente!" (1992 a 2010) e "Casseta & Planeta Vai Fundo (2012). Peña criou e roteirizou a série “Paidecendo No Paraíso” (GNT), com direção de Rosane Svartman, baseada no livro “O Livro do Papai”, de sua autoria. Foi co-criador, autor e redator da série “Procurando Casseta & Planeta”, de Gualter Pupo, que teve a segunda temporada lançada no Multishow em abril de 2018. No cinema, foi ator e co-roteirista de “A Taça Do Mundo É Nossa”, de Lula Buarque (2003), e de “Seus Problemas Acabaram”, de José Lavigne (2006). Atuou em “Muita Calma Nessa Hora 2”, de Felipe Joffily (2014), e “O Amor Dá Trabalho”, de Ale McHaddo (2018). Foi roteirista, produtor e ator de “Correndo Atrás” (a estrear), com direção Jeferson De, adaptação do seu livro “Vai Na Bola, Glanderson” (2006). Nos palcos, está lançando o show "Crise no Show Bizzi", com Mu Chebabi.

image

JAQUELINE M. SOUZA

Formada em Cinema pela Faculdade de Artes do Paraná, atua como produtora executiva, oficineira, roteirista e consultora. Produziu e roteirizou materiais para publicidade, web content, videoclipes e curtas-metragens. Contribuiu com textos, curadoria ou mediações para mostras como Trilogia Flamenca, Ciclo Vicent Price, Tati por Inteiro e Mostra de Cinema Contemporâneo realizadas pelo Sesc Paraná. Em 2015, fundou a Tertúlia Narrativa, espaço colaborativo de estudos, criação e aprimoramento de roteiros cinematográficos, do qual é roteirista e editora-chefe. Seus trabalhos mais recentes incluem o roteiro do documentário “A fome não tem Classe” selecionado para a 2º Mostra Sesc de Cinema e o roteiro de longa-metragem "Incubo", um dos contemplados no Edital de Desenvolvimento de Roteiros - Novos Roteiristas (2017) do Ministério da Cultura. Foi membro do comitê de seleção do Cabíria – Prêmio de Roteiro e do Júri Oficial do Concurso de Longa-metragem do FRAPA. Atualmente, trabalha no roteiro adaptado dos quadrinhos "Magra de Ruim", de Sirlanney Nogueira.

image

JULIA PRIOLLI

Formada em Jornalismo pela PUC-SP e roteirista com especialização em Columbia University. Julia atualmente é gerente de conteúdo original da Fox Networks Group e supervisiona a dramaturgia das séries "1 Contra Todos", "Me Chama de Bruna" e "Rio Heroes", além de todos os projetos originais da FOX Brasil que estão em fase de desenvolvimento. Roteirizou séries do canal GNT como "Lili, a Ex", "Tempero Secreto" e "De Perto Ninguém é Normal". É professora de roteiro no Centro Cultural b_arco e também atua como coordenadora e consultora dos Laboratórios do Prodav 4, através da Klaxon Audio Visual. Foi finalista do NETLABTV em 2014 com a comédia política "O Filho da Pátria". Também atua na formação do mercado audiovisual, como idealizadora e organizadora de laboratórios de roteiro com professores de Columbia University e New York University, como Alan Kingsberg, Joe Cacaci e Robin Epstein. Em 2014 produziu os workshops de direção e roteiro de Dan Attias ("Homeland", "Sopranos", "The Wire") e de David Zabel ("ER – Plantão Médico").

image

KAREN AKERMAN

Atua como montadora, diretora e produtora. É sócia da produtora independente Pela Madrugada. Seu trabalho como diretora, em parceria com Miguel Seabra Lopes, venceu mais de 30 prêmios nacionais e internacionais. Seus filmes foram exibidos em mais de 100 festivais, além de museus e galerias como a Tate Modern e o National Museum of Contemporary Art. Como montadora, colaborou em mais de 50 longas e curtas. Recentemente, montou "O Processo", de Maria Augusta Ramos (premiado na Mostra Panorama do Festival de Berlim, Melhor Filme no Visions du Réel, Prêmio do Público e Melhor Filme Sessão Silvestre IndieLisboa). Venceu o Grande Prêmio do Cinema Brasileiro em 2010 na categoria Melhor Montagem de Documentário por "Simonal – Ninguém Sabe o Duro que eu Dei", e em 2015 por Melhor Montagem de Ficção por "O Lobo Atrás da Porta". Karen também ministra aulas de montagem e atua como consultora para filmes em fase de montagem. Organizou e curou as mostras Cinema de Montagem I e II. Como produtora, produziu mais de 20 curtas e coproduziu dois longas-metragens.

image

KRISHNA MAHON

Krishna Mahon é diretora de conteúdo original do History, A&E, Lifetime e H2. Responsável por produção original, discute ideias para novas séries e documentários com produtoras, recebe possíveis aquisições e avalia oportunidades de negócio. Em mais de 20 anos de TV, participou da criação de séries como "Guia Politicamente Incorreto", “History Drink”, “Até Que a Morte Nos Separe”, "Sem Volta" e “Gigantes do Brasil’. Foi uma das criadoras de “O Infiltrado”, indicada ao Emmy Internacional em 2014 e vencedora do prêmio da Associação Paulista de Críticos de Arte (APCA). Coproduziu a série “Caos” e a versão brasileira da série “Intervenção” para o A&E, ganhadora do Emmy de melhor série reality. Também trabalhou na Mixer e no Discovery Networks. Em 2008, produziu para o Discovery Channel os programas “Soluções Para o Trânsito” (indicado ao Emmy Internacional) e “Chico Mendes o Preço da Floresta”. Foi produtora executiva do “Chave da Casa”, finalista do festival É Tudo Verdade em 2009.

image

MARCOS HINKE

Formado em Cinema pela Faculdade de Artes do Paraná, é diretor, editor e roteirista. Sócio da produtora Usina Audiovisual. Seu curta-metragem de animação “Julieta de Bicicleta” foi selecionado em diversos festivais de cinema nacionais e internacionais como REDCAT International Children's Film Festival e Seattle Children's Film Festival, indicado ao Prêmio Brasil de Cinema Infantil, ao Prix Jeunesse Ibero Americano (ComKids) e ganhador do Prêmio de Público no Festival Divercine, no Uruguai. Em 2012, escreveu o curta para televisão "Abracadabra", dirigido por Fernando Severo e veiculado na RPC TV. Em 2015, fundou a Tertúlia Narrativa, espaço colaborativo de estudos, criação e aprimoramento de roteiros cinematográficos, do qual é roteirista e criador de conteúdo. Co-dirigiu o curta-metragem "Meu Querido Camaleão", lançado em 2017 e selecionado no Spark Animation no Canadá e na mostra competitiva do Anima Mundi 2017. Atualmente, trabalha no roteiro adaptado dos quadrinhos "Magra de Ruim", de Sirlanney Nogueira e contemplado no edital Prodav 05/2016.

image

MARTON OLYMPIO

Diretor e roteirista, foi o autor da última temporada de "Cidade dos Homens​" (2018) e colaborador da série "Rio Negro"​ (2018), ambas para a TV Globo. Também escreveu o roteiro do novo filme de Tata Amaral, "Sequestro Relâmpago​" (2018). Começou sua carreira em dramaturgia para TV em 2010, com a série "Musas" (Canal Brasil). Em 2012, foi um dos contemplados no edital da Rio Filmes para série de TV com o seriado "Paixão Futebol Clube", também escrito e dirigido por ele. Em 2013, foi finalista do Programa Globosat de Roteiristas com o seriado "Perdidos". Roteirizou ainda os seriados "Natália"​ (TV Brasil, hoje exibido pelo Sony Spin), "As Canalhas" (GNT), "Santo Forte" (Moonshot/AXN) e "Jungle Pilots"​ (Giros/FOX). Em 2016, juntamente com Diogo Vilela, foi redator final do seriado "Prata da Casa​" (Canal FOX). Olympio escreveu e dirigiu os curtas "Coração Maneco​" e "Damas". No final de 2018, dirigirá a série "A Dona da Banca​", criada por ele e seu sócio, Rafael Leal​, na Dédalo Produções.

image

MIGUEL MACHALSKI

Nascido na Argentina, reside hoje em Barcelona e trabalha como roteirista, consultor e tutor de filmes dos mais diversos países. Em sua trajetória, assinou (ou co-assinou) mais de 20 roteiros cinematográficos de variados gêneros. Ministra anualmente entre 20 e 30 master classes e workshops, além de assessorar projetos na Europa, Ásia, África, Oriente Médio e América Latina. Publicou três livros: "Roteiro Cinematográfico: Uma Viagem Imprevisível", “El punto G del guión cinematográfico”, e “Stick To Your Story” (em inglês). Foi analista de roteiro de filmes como "Billy Elliot" (Stephen Daldry), "Femme Fatale" (Brian de Palma), "The Interpreter" (Sydney Pollack), "Saraband" (Ingmar Bergman), "Mar Adentro" (Alejandro Amenábar) e "Menina de Ouro" (Clint Eastwood). Como consultor de roteiro, trabalhou em "O Lobo Atrás da Porta" (Fernando Coimbra), "Divinas Divas" (Leandra Leal), "Joaquim (Marcelo Gomes)", "Pendular" (Júlia Murat), "Abrir puertas y ventanas" (Milagros Mumenthaler), "De jueves a domingo" (Dominga Sotomayor), "La playa D.C." (Juan Andrés Arango), "La tierra y la sombra" (César Acevedo). Mais informações em www.miguel-machalski.com.

image

PAULA KNUDSEN

Roteirista e jornalista com 10 anos de experiência em televisão e cinema. Foi co-criadora de “Julie e os Fantasmas”, exibida pela TV Bandeirantes e Nickelodeon em 2011. A série ganhou o prêmio da Associação Paulista de Críticos de Arte (APCA) de melhor programa infantil e foi indicada ao International Kids Emmy. Ela assina o roteiro do documentário “O Assassinato de Jean Charles”, realizado para o Discovery Latin America e indicado ao Emmy Internacional em 2011. Ao longo da carreira, desenvolveu e roteirizou dezenas de projetos de não-ficção para canais internacionais como Discovery Channel, NatGeo, History Channel, Futura e TNT, trabalhando em parceria com as produtoras O2 Filmes e Mixer. Paula concluiu em 2014 seu Mestrado em Roteiro pela University of Southern California como bolsista da Fullbright/CAPES. Atualmente é coordenadora de conteúdo do laboratório de séries de ficção da produtora Klaxon ministrado para os projetos contemplados no edital do PRODAV de desenvolvimento. Além disso, desenvolve projetos com as produtoras Primo Filmes, Panorâmica, Paranoid e Glaz.

image

RAFAEL LEAL

Autor e produtor de cinema e televisão. Criador das séries "A Dona da Banca" (CineBrasilTV) e "Jungle Pilot" (Universal), roteirista do longa-metragem "Cedo Demais (Fox) e da série "As Canalhas" (GNT). Formado em Cinema pela Universidade Federal Fluminense (UFF) e Mestre em Artes da Cena pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Leal dá consultoria de roteiro para produtoras de todo o Brasil. Sua produtora Dédalo, fundada em 2014 com Marton Olympio, foi contemplada com o Programa de Apoio ao Desenvolvimento do Audiovisual Brasileiro (PRODAV) 3/2015 - Núcleos Criativos, que assegurou financiamento para o desenvolvimento de três séries originais e dois longa-metragens até 2018. Além disso, Rafael é professor da PUC-Rio, onde dá aula em disciplinas de Roteiro na Graduação em Letras/Formação de Escritores. Atualmente, desenvolve seu projeto de doutorado sobre Realidade Virtual e é diretor da GEDAR (Gestão de Direitos de Autores Roteiristas), uma sociedade de gestão coletiva de direitos autorais.

image

SÉRGIO MACHADO

Nascido em Salvador, formou-se em jornalismo e começou a carreira no cinema com a direção de documentários. Foi assistente de direção em "Central do Brasil" (1998), de Walter Salles, e em "O Primeiro Dia" (2000), de Walter Salles e Daniela Thomas, e foi diretor-assistente e corroteirista de "Abril Despedaçado" (2001). Estreou na direção de longas em 2001 com o documentário "Onde a Terra Acaba", melhor documentário no Festival do Rio e nos festivais de Havana, Cuba, e Biarritz, França. Seu primeiro longa de ficção, "Cidade Baixa", foi selecionado para a mostra Um Certo Olhar do Festival de Cannes de 2005 e venceu os prêmios de melhor filme e melhor atriz (Alice Braga) no Festival do Rio. Em 2002, codirigiu com Maurício Farias, para a TV Globo, a minissérie "Os Pastores da Noite". Também roteirizou filmes como "Madame Satã" (2002), em parceria com Karim Aïnouz e Marcelo Gomes, "Tudo que Aprendemos juntos (2015)" e, em parceria com Eli Ramos, "A Luta do Século" (2016), melhor documentário no Festival do Rio 2016.

image

TATIANA LEITE

Formada em História da Arte pela Universidade Sorbonne, na França, e em Direito pela PUC-Rio, Tatiana foi coordenadora internacional do Festival do Rio entre 2000 e 2009. Trabalhou como curadora de várias mostras e festivais e foi coordenadora da Rio Film Commission e também assessora internacional da Secretaria de Estado de Cultura do Rio de Janeiro entre 2009 e 2013. Em 2012, criou a produtora Bubbles Project e desde então vem produzindo diversos filmes, muitos destes em coprodução com Europa e América Latina como “Pendular” de Julia Murat; “Benzinho”, de Gustavo Pizzi; “Familia Submersa”, de Maria Alché; “Nona”, de Camila Jose Donoso; entre outros, que foram premiados em festivais como Berlim, Sundance, Locarno e Karlovy Vary. Tatiana já foi selecionada para os workshops e encontros de coprodução PUENTES do EAVE, La Fabrique des Cinémas du Monde em Cannes, Paris Coproduction Village, Cinemart - Rotterdam International Film Festival, Berlinale Talent, BoostNL, Brasi, Cinemundi, e participa anualmente dos principais mercados de coprodução audiovisuais.

image

VERA EGITO

Nascida em São Paulo, é formada pelo Curso Superior do Audiovisual da ECA-USP. Estreou seu primeiro curta-metragem, "Espalhadas pelo Ar", no Festival de Brasília de 2007, e seu segundo curta-metragem, "Elo", na Semana da Crítica do Festival de Cannes de 2009. Em ambos foi roteirista e diretora. Vera trabalhou nos roteiros dos longa-metragens "À Deriva" (2010), "Serra Pelada" (2014), ambos de Heitor Dhalia, e "Elis" (2016), de Hugo Prata. Em 2016 lançou seu primeiro longa-metragem como roteirista e diretora, "Amores Urbanos". O filme estreou no Festival Internacional de Miami e foi exibido nas salas comerciais do país. Vera também escreveu e dirigiu videoclipes para diversos artistas brasileiros como Céu, Arnaldo Antunes, Thiago Pethit e Tiê. Seu último clipe lançado foi "Lalá", de Karol Conká. Atualmente, Vera se dedica ao desenvolvimento de sua primeira série de ficção como diretora e roteirista geral em uma produção da HBO Originals.